À mesa da memória com Vergílio Ferreira: Sabores da Escrita

Carregando Eventos
  • Este evento já passou.

À mesa da memória com Vergílio Ferreira: Sabores da Escrita

Maria do Céu Fialho, docente do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da FLUC, é a convidada da próxima iniciativa “Sabores da Escrita”. A realizar no dia 30 de novembro, a partir das 20h, na Casa da Escrita, a sessão será dedicada ao tema “À mesa da memória com Vergílio Ferreira”.

 

Apresentação:

Pela estratégia narrativa peculiar a Vergílio Ferreira, os seus romances situam a acção – a acção de recuperar a vida em memória e buscar-lhe um sentido, por parte do narrador – num momento de vivência densa. Viajar pela memória, para sempre voltar ao presente dessa entrega à viagem, que e narrativa, que é escrita (escrever para viver, como o escritor afirma recorrentemente e como deixa que os seus narradores também o afirmem), implica uma focalização muito própria do que é rememorado. As cenas, os episódios, são, assim, rememoradas em função da grande interrogação que move o narrador – quem sou? Qual o sentido da existência? Qual o sentido do frémito de absoluto que por mim passa, na finitude da minha humanidade?

Assim, momentos de convivialidade, à mesa, para refeições em comum, são rememorados por um ‘narrador distraído’ do acessório e que se observa a partir do presente. São as conversas, os silêncios, a rotina do serviço de mesa e não tanto o conteúdo da refeição que ressaltam na memória. Em contrapartida, a memória cristaliza, como numa fotografia que imortaliza momentos e gestos, ritualmente, a preparação dos alimentos do quotidiano, próprios da vida na aldeia, a oferta de manjares associados a épocas festivas, com uma solenidade sublinhada pela distância no tempo e pela nostalgia.

Estes gestos são recuperados, imobilizados, expandidos, numa memória-flash, como se os marcasse uma densidade particular e encerrassem a chave do mistério, cuja luz o narrador procura.

Em contrapartida, descritos são os citadinos encontros à mesa de café, o chá, tomado com cerimónia e acompanhado de conflitos, porque estas reuniões à volta de refeições menores são convocadas por um assunto a discutir. A bebida serve, assim, de mediação para a comunicação, mesmo nos silêncios em que se ingere.

M. C. Fialho

Menu:

Entrada

Pão

Folar

Enchidos

Queijo seco

Pataniscas de bacalhau

Amêndoas e nozes

Vinho branco

Prato principal

Caldo verde

Fricassé de galinha à portuguesa com batatinha e legumes salteados

Vinho tinto

Sobremesa

Bolo laranja regado com chocolate

Arroz doce

Marmelada com queijo

Vinho do Porto e da Madeira

Café e chá

Jantar confecionado e servido pelos SASUC, sob coordenação geral de Mauro Rodrigues e coordenação do serviço de cozinha do Chef Artur Oliveira

Colaboração teatral: Viv’Arte

Valor: 15€/por pessoa

Inscrições: Casa Municipal da Cultura (239 702630)

novembro 30 2018

Detalhes

Data: novembro 30, 2018
Hora: 20:00 - 23:30
Evento Categorias: , , ,

Local

Casa da Escrita, Coimbra

Rua Dr. João Jacinto Nº 8, Sé Nova
Coimbra, 3000-225 PT

+ Google Map

Organizadores

Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra – FLUC
Website: Visitar Website do Organizador
Câmara Municipal de Coimbra