DIA MUNDIAL DA POESIA – OCUPAÇÃO LITERÁRIA HUMANIMAL

A carregar Eventos
  • Este evento já decorreu.

DIA MUNDIAL DA POESIA – OCUPAÇÃO LITERÁRIA HUMANIMAL

A Ocupação Literária HUMANIMAL está de volta, desta vez para celebrar o Dia Mundial da Poesia.
HUMANIMAL é fruto de uma parceria entre a Secção de Escrita e Leitura da Associação Académica de Coimbra (SESLA) e o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra. Dialogando com o percurso expositivo da Galeria de História Natural, a SESLA irá estimular os sentidos do espectador para as confluências do espaço e da poesia, através de uma ação artístico-literária.  HUMANIMAL é uma proposta de interrogação sobre a animalização/desumanização ou uma hierarquização das relações entre as pessoas e os animais. O evento contará ainda com uma video-performance acompanhada por uma leitura de palco.
A video-performance Jurupixuna Boca Negra, combinada com leitura de palco, revela uma etnia e uma cultura da Amazónia extinta em meados do século XIX. Os jurupixunas caracterizavam-se por utilizar máscaras e tatuar os corpos, acrescentando ornamentos ao corpo à medida que aumentava a idade. Dessa cultura, resta-nos uma coleção de máscaras e artefactos que se encontram no Museu de Ciência da Universidade de Coimbra e na Academia de Ciência de Lisboa.
A video-performance tem uma duração de 8m52s com projeto e pesquisa de Jorge Cabrera e arranjo em parceria com Sara Marrone, José Ribeiro, Leonardo Medeiros, Sinah Bolhberger e Maria Jorge.
A Ocupação Literária HUMANIMAL está de volta, desta vez para celebrar o Dia Mundial da Poesia.
HUMANIMAL é fruto de uma parceria entre a Secção de Escrita e Leitura da Associação Académica de Coimbra (SESLA) e o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra. Dialogando com o percurso expositivo da Galeria de História Natural, a SESLA irá estimular os sentidos do espectador para as confluências do espaço e da poesia, através de uma ação artístico-literária.  HUMANIMAL é uma proposta de interrogação sobre a animalização/desumanização ou uma hierarquização das relações entre as pessoas e os animais. O evento contará ainda com uma video-performance acompanhada por uma leitura de palco.
A video-performance Jurupixuna Boca Negra, combinada com leitura de palco, revela uma etnia e uma cultura da Amazónia extinta em meados do século XIX. Os jurupixunas caracterizavam-se por utilizar máscaras e tatuar os corpos, acrescentando ornamentos ao corpo à medida que aumentava a idade. Dessa cultura, resta-nos uma coleção de máscaras e artefactos que se encontram no Museu de Ciência da Universidade de Coimbra e na Academia de Ciência de Lisboa.
A video-performance tem uma duração de 8m52s com projeto e pesquisa de Jorge Cabrera e arranjo em parceria com Sara Marrone, José Ribeiro, Leonardo Medeiros, Sinah Bolhberger e Maria Jorge.

MAIS INFORMAÇÕES

Horário: 17H30
Entrada livre sujeita aos lugares disponíveis (30).
Inscrição obrigatória.
Reservas: geral@sesla.org
https://www.facebook.com/aac.sesla/
Local: Museu da Ciência

Março 21 2018

Detalhes

Data: Março 21
Hora: 5:30 pm - 6:00 pm
Evento Categorias: , ,
Website: Visitar Website do evento

Local

Museu da Ciência da Universidade de Coimbra

Laboratorio Chimico - Largo Marquês de Pombal
Coimbra, 3000-272 PT

+ Mapa do Google